Sangue no esperma: O que pode ser e como tratar!

Sangue no esperma: O que pode ser e como tratar!

Apareceu sangue no esperma? Relaxe!

A hematospermia, ou  hemospermia, que é comumente chamada de sangue no esperma pode assustar o cara quando isso acontece. Porém, essa situação na grande maioria das vezes não é nada de anormal, nem para gerar preocupação em você.

Quando seu corpo passa por essa situação, quase sempre não se consegue diagnosticar a causa ou é a simples manifestação de uma doença benigna, nada de agressivo.

Por mais que não signifique nenhum problema de saúde mais grave, é um sintoma um tanto quanto assustador para o homem.

Você já passou por isso? Não? Mesmo que já tenha passado não deixe de ler o artigo e informe-se, afinal saúde em primeiro lugar!

Apareceu sangue no meu esperma! E aí? O que eu faço?

sangue na urina

Aí depende da faixa etária.

Mas vale lembrar que em qualquer um dos casos, antes ou depois dos 40 anos, se o esperma com sangue surgir com frequência  ou se demorar mais de 3 dias para desaparecer é extremamente recomendado que você vá a um urologista para avaliar seu caso e iniciar tratamento, caso este seja necessário.

Geralmente, o esperma com sangue indica a presença de algum problema na próstata, na uretra, nos testículos ou no epidídimo.

Antes dos 40:

Como te expliquei ali em cima, o sangue no sêmen antes da faixa etária dos 40 anos, normalmente, não é nada de problemas graves de saúde e tende a desaparecer sozinho com 2 ou 3 dias, sem necessidade de tratamento específico ou uso de medicação.

Isso vale para homens com menos de 40 anos e sem outros sintomas associados, e que não tenham fatores de risco como histórico de câncer na família, malformação urogenital e distúrbios hemorrágicos.

Depois dos 40:

Porém, se o surgimento de sangue no sêmen ocorrer após os 40 anos de idade ele pode, em alguns casos, ser sinal de alerta de alguns problemas de saúde mais sérios, como a vesiculite ou mesmo uma prostatite.

Nos homens abaixo de 40 anos com outros sintomas associados ou histórico clínico desfavorável, em geral resultante de uma doença sexualmente transmissível (DST), é necessário se fazer uma avaliação com exames de urina e DST.

Além disso, o médico pode solicitar o toque retal para avaliar a possibilidade de uma infecção na próstata (prostatite).

Se forem essas as causas do sêmen no sangue elas podem e devem ser tratados, sendo necessário ir a uma consulta com um urologista para se identificar a causa do problema e iniciar o tratamento adequado.

Causas do sangue no sêmen

As causas mais frequentes de sangue no sêmen podem ser algo super corriqueiro. como pequenas pancadas ou ligeiras inflamações no seu amigo.

No entanto, para alguns homens, este tipo de sangramento também pode surgir devido a exames médicos, como o caso de homens que realizam a biópsia da próstata ou até mesmo por problemas mais graves como doenças sexualmente transmissíveis ou até pode ser câncer, em casos de maior complexidade.

Veja as causas mais comuns para a presença de sangue no sêmen:

  • Cálculos da próstata
  • Doenças sexualmente transmissíveis (DSTs)
  • Prostatite (inflamação da próstata)
  • Distúrbios hemorrágicos
  • Infecção urinária
  • Tumores malignos ou benignos
  • Cálculo urinário ( a famosa pedra no rim)
  • Malformações congênitas e vasculares
  • Doenças sistêmicas, que acarretem em risco elevado de sangramento

 

Como dito acima, o sangue no esperma também pode ocorrer como um efeito colateral da realização de determinados de exames, tratamentos e o uso de medicamentos específicos, veja só:

  • Hematospermia iatrogênica após instrumentação urogenital
  • Biópsia da próstata
  • Exames endoscópicos
  • Uso de medicamentos anticoagulantes

 

Vamos explicar agora cada uma dessas causas pra que você entenda melhor.

Pancadas ou lesões na região genital

Acontecimento de lesões na região genital, como cortes ou pancadas,no geral são a causa mais frequente de sangue no sêmen antes dos 40 anos.

Na maioria dos casos o homem nem se lembra de ter acontecido. Portanto, torna-se importante observar seu companheiro a fim de procurar algum corte, hematoma ou quaisquer outros sinais de trauma como inchaço ou vermelhidão.

O que fazer nesse caso:

Normalmente, o sangue no sêmen desaparece depois de 3 dias em média não sendo necessário qualquer tratamento específico.

Uso de medicamentos anticoagulantes

hemospermia

O uso de alguns remédios, especialmente com ação anticoagulante, como a Varfarina (comercializados com os nomes de Coumadin, Marevan ou Varfine) ou a Aspirina (AAS, Coristina D, Doril, etc…), aumentam o risco de sangramento dos pequenos vasos sanguíneos que se encontram no trajeto do sêmen, ocasionando o sangue durante a ejaculação.

O que fazer nesse caso:

Caso o sangramento dure mais de 3 dias consulte um urologista e leve os medicamentos que estiver tomando para que o médico avalie a necessidade de trocar algum medicamento.

Ter passado por uma biópsia da próstata

A biópsia da próstata é um exame por definição muito invasivo, tanto na próstata, quando em outros órgãos, já que utiliza uma agulha para retirar a amostra.

Por isso, é muito frequente o surgimento de sangue no sêmen e na urina após tal procedimento, devido ao trauma provocado pela agulha que ocasiona o rompimento de alguns vasos sanguíneos.

O que fazer nesse caso:

Este sangramento é absolutamente normal se o exame tiver sido feito em até 4 semanas antes do surgimento de sangue no sêmen.

Porém, é recomendado consultar o urologista se surgirem sangramentos excessivos ou se você tiver febre acima de 38 ºC.

Inflamações da próstata ou dos testículos

As inflamações que podem aparecer no sistema reprodutor masculino, principalmente na próstata ou testículos, são umas das causas mais comuns de sangue no sêmen e por isso, é importante estar atento a outros sintomas como febre, dor na região íntima ou inchaço dos testículos.

O que fazer nesse caso:

Se a suspeita for de inflamação é aconselhável que você consulte um urologista para identificar o tipo de inflamação e iniciar o tratamento adequado, que será medicamentoso com antibióticos, anti-inflamatórios ou analgésicos, de acordo com o tipo de inflamação e a sua gravidade.

Hiperplasia prostática benigna ou Próstata aumentada

A hiperplasia prostática é um problema muito frequente em homens após os 50 anos e uma das principais causas de sangue no sêmen em homens mais velhos.

Neste tipo de problema o sangue no sêmen é acompanhado de outros sintomas como:

  • dor ao urinar
  • dificuldade para urinar
  • vontade de urinar repentina

O que fazer nesse caso:

Recomenda-se fazer exames rotineiros na próstata após os 50 anos de idade, incluindo o exame de toque retal e exames de sangue para identificar se existe algum problema com a próstata e iniciar o tratamento adequado.

Doenças sexualmente transmissíveis

Embora seja raro, a presença de sangue no sêmen, pode ser sinal de desenvolvimento de doenças sexualmente transmissíveis, como:

  • herpes genital,
  • clamídia

Vale ficar atento se estes sintomas surgiram após ter uma relação sexual sem camisinha.

O que fazer nesse caso:

Caso você tenha transado sem camisinha ou percebeu que surgiram outros sintomas como corrimento saindo do pênis, dor ao urinar ou febre, vá correndo ao urologista para fazer exames de sangue para DSTs e tirar a dúvida.

Câncer

A boa notícia é que o câncer é uma das causas mais raras de sangue no sêmen, mas essa hipótese deve ser sempre investigada, especialmente em casos de histórico familiar.

Após os 40 anos sangue no sêmen deve ser investigado pois o câncer de próstata, de bexiga ou nos testículos pode, em alguns casos, provocar o surgimento de sangue ao ejacular.

O que fazer nesse caso:

Consultar um urologista caso exista suspeita de câncer ou fazer os exames de rotina após os 40 anos para identificar o risco de câncer.

Diagnosticando a causa do sangue no esperma

Para qualquer problema de saúde ter um diagnóstico preciso é preciso que o médico faça uma avaliação por meio da história clínica, exame físico e laboratorial do paciente.

Por isso não se apavore ok? Em casos muito específicos é que se deve realizar exames de imagem como ecografia ou tomografia computadorizada. O médico decidirá se eles são necessários ao seu caso ou não.

Deve-se dar uma atenção especial aos casos de sangue no sêmen que sejam recorrentes e associados à:

  • febre
  • calafrios
  • perda de peso
  • dor na região da lombar
  • dor óssea
  • dor ao urinar
  • dor ao ejacular
  • sangue na urina
  • Inchaço ou sensibilidade no escroto

 

Para casos assim, faz-se a necessidade urgente de se aprofundar a investigação, utilizando exames de imagem e dosagem do PSA, a fim de afastar a possibilidade de câncer da próstata .

Além de não se apavorar, você também não deve ignorar o sangue no esperma se ele acontecer com frequência.

O ideal é sempre consultar um especialista para que a causa da presença de sangue no sêmen seja identificada e devidamente tratada.

Qual médico devo procurar?

Se você está com os sintomas  acima associados ao sangue no esperma  você pode consultar os seguintes especialistas que podem auxiliar na busca da causa ou causas deste problema:

  • Clínico geral
  • Urologista
  • Angiologista
  • Hematologista
  • Infectologista

O médico provavelmente fará uma série de perguntas,  por isso esteja atento aos sintomas que o seu corpo dá!

  • Quando você notou a presença do sangue no esperma pela primeira vez?
  • Quantas vezes aconteceu?
  • Teve outros sintomas? Quais?
  • Qual frequência dos sintomas?
  • Você teve dor? Qual a intensidade dela?
  • Houve ingestão de medicamentos para aliviar os sintomas? Quais? Funcionaram?
  • Faz uso de algum tipo de medicamento contínuo? Qual?
  • Está fazendo algum tipo de tratamento?
  • Você sente dores? Onde? Em que situações?
  • Você tem conseguido manter relações sexuais?
  • Há dor ao ejacular ou urinar?
  • Você tem ou já teve alguma DST?

O importante é responder as perguntas com sinceridade para obter um diagnóstico preciso. E sempre que precisar de dicas de saúde do homem consulte o blog do Vac extensor!

Deixe uma resposta