COMO AUMENTAR A TESTOSTERONA?

COMO AUMENTAR A TESTOSTERONA?

Antes de descobrir formas para aumentar a sua testosterona, primeiramente, precisamos saber o que ela é e como se manifesta no organismo do homem.

A falta dela também pode comprometer a saúde masculina, ou mesmo, dar sinais de outras doenças associadas.

Você sabe para que serve a testosterona?

O que ela é?

Não?!

Então vamos descobrir agora!

O que é a testosterona?

A testosterona, nada mais é do que o principal hormônio masculino.

Ela é responsável pelo características de caráter masculino, tais como:

  • Engrossamento da voz

  • Crescimento de barba e pelos corporais

  • Aumento de massa muscular

  • Estimula a produção de espermatozoides

  • Regula a capacidade reprodutiva do homem

  • Fortalecimento da estrutura óssea

  • Maturação do sistema reprodutor e órgãos sexuais

  • Ativa as áreas cerebrais responsáveis pela libido

Apesar de ser um hormônio masculino, a testosterona também está presente no organismo feminino, porém, em menor quantidade.

Em média, os homens possuem 30% a mais de testosterona que as mulheres.

O que acontece no corpo masculino quando a testosterona está baixa?

A diminuição da testosterona no organismo ocasiona uma série de inconvenientes, entre eles:

  • Diminuição da libido;

  • Baixo desempenho sexual;

  • Quadros de Depressão;

  • Diminuição da massa muscular;

  • Aumento significativo da quantidade de gordura corporal;

  • Diminuição da barba e perda de pelos corporais no geral;

  • Disfunções sexuais;

  • Osteopenia;

  • Osteoporose;

  • Alterações na fertilidade e diminuição da produção de espermatozoides.

Nas mulheres, a baixa no nível de testosterona também apresenta sintomas bem característicos: perda de massa muscular, depressão, diminuição severa da libido, acúmulo de gordura na região abdominal.

Porém, quando o oposto ocorre, ou seja, a testosterona aumenta de maneira expressiva na mulher, esta passa a apresentar características tipicamente masculinas, crescimento de pelos em excesso, engrossamento da voz, etc…

Causas da diminuição da testosterona

As causas mais comuns da diminuição da testosterona no organismo masculino podem ser de ordem hormonal, ou também devido à maus hábitos, como: tabagismo, consumo indiscriminado e excessivo de álcool e drogas, obesidade, ou mesmo em razão de doenças, como a diabetes, por exemplo.

Entre os sintomas está a andropausa, que é a popularmente conhecida “menopausa masculina”.

A andropausa ocorre no homem entre 40 e 55 anos.

Não possui um sintoma específico e de fácil percepção como nas mulheres, que param de menstruar.

O que se nota é uma queda gradual na testosterona do homem, resultando em mudanças de comportamento e alterações de humor, perda de energia, fadiga, menor agilidade física e diminuição da libido e do desempenho sexual.

Além disso, o declínio dos níveis deste hormônio pode também ocasionar doenças cardíacas e ósseas diversas.

A andropausa é um processo lento, podendo durar décadas. Alguns fatores de risco podem desencadear essa situação antes do tempo:

  • Estresse

  • Consumo de álcool e cigarros

  • Acidentes

  • Cirurgias delicadas

  • Obesidade

  • Alguns tipos de medicações

  • Uso de entorpecentes

  • Infecções severas.

Apesar de haverem casos de andropausa precoce desencadeados pelos fatores acima, lembre-se que com o avanço da idade, a tendência é que a queda hormonal ocorra de forma natural.

A maioria dos homens sentem a chegada da andropausa sem maiores incidentes. Porém, outros já apresentam sintomas associados que impactam de forma mais severa na saúde física e mental.

Se este é o seu caso, se a andropausa está afetando sua qualidade de vida, pense na possibilidade de consultar um médico clínico geral, endocrinologista ou urologista para avaliar seu caso com atenção.

Níveis de testosterona por faixa etária

De acordo com a faixa etária do homem, os níveis de testosterona variam. Em geral, o valor gira em torno de 300 nanogramas a 900 nanogramas por decilitro de sangue.

FAIXA ETÁRIA DO HOMEM

NÍVEL DE PRODUÇÃO DE TESTOSTERONA

25 a 35 Anos

100%

35 a 40 Anos

70% a 75%

40 a 45 Anos

65% a 70%

45 a 50 Anos

60% a 65%

50 a 55 Anos

55% a 60%

55 a 60 Anos

50% a 55%

Acima dos 60 Anos

45% a 50%

 

Veja isso também:  5 Motivos Reais e Fundamentais Para Aumentar o Pênis

Nível de Testosterona pela idade

É possível perceber, que em um homem saudável, é absolutamente normal que a testosterona vá abaixando seus níveis conforme a idade vai avançando.

Quando atinge níveis muito baixos, a testosterona apresenta reflexos negativos no organismo do homem, precisando de reposição. Veja abaixo sinais de que a testosterona está insuficiente no corpo.

Sinais de que é necessário aumentar os níveis de testosterona:

aumentar os níveis de testosterona

O corpo apresenta características muito peculiares quando o hormônio da testosterona está sendo insuficiente, principalmente nos homens.

Se você apresenta muitos sintomas desta lista é de suma importância que você busque auxílio médico, a fim de realizar exame de testosterona total para verificar como estão os índices deste hormônio em seu organismo.

Entre os sintomas que podem indicar níveis de testosterona abaixo do normal incluem:

  • Pouco ou nenhum interesse sexual;

  • Esquecimento constante nas tarefas diárias;

  • Cansaço extremo e frequente (fadiga crônica);

  • Alterações de humor,

  • Dificuldade em criar massa muscular

  • Acúmulo exagerado de gordura (principalmente na área abdominal);

  • Sintomas de depressão;

  • Pouca quantidade de pelos no rosto (barba), no tórax e na região púbica;

  • Dificuldade em pagar no sono e mantê-lo;

  • Excesso de despertares durante a noite;

  • Ossos fragilizados e desenvolvimento de osteoporose.

Os casos de baixa testosterona, em geral incluem vários sintomas desta lista, não apenas um sintoma isolado.

Na dúvida, se você perceber que está alterando sua qualidade de vida, sempre consulte um médico, ok?

Como aumentar a testosterona rapidamente?

Agora que você já sabe o que é a testosterona e como ela atua no organismo do homem, vamos ao foco deste artigo:

Existem várias maneiras de aumentar os níveis de testosterona em seu corpo, indo desde opções naturais e farmacológicas, até exercícios físicos.

Vejamos cada uma delas:

Aumentar a testosterona através da alimentação

Que a alimentação saudável é importante você sabe, mas é novidade que ela contribui para aumento dos níveis deste hormônio tão importante para os homens?

Então conheça agora os alimentos que estimulam beneficamente a produção da testosterona:

  • Alimentos ricos em zinco: ostras, fígado, feijão, castanha ou sementes de girassol

  • Alimentos ricos em vitamina D: salmão, sardinhas e ovo

  • Alimentos ricos em vitamina A: manga, espinafre, tomate e óleo de peixe (ômega 3)

Além destes alimentos, também se deve diminuir o consumo de açúcar e derivados de soja porque eles podem levar à redução da quantidade de testosterona.

A soja tem um forte papel em aumentar os níveis de estrogênio que é o hormônio feminino, o que consequentemente leva à diminuição dos níveis de testosterona.

É extremamente benéfico adicionar gorduras boas na sua dieta diária. As gorduras em geral são necessárias para a produção eficaz de testosterona, e por isso é necessário adicionar gorduras saudáveis na sua dieta.

Para isso, recomenda-se o consumo de nozes e castanhas, bem como de azeite de oliva e abacate ricos em gorduras boas para o organismo.

Lembre-se também que é importante se expor ao sol diariamente, antes das 11h e depois das 16h, durante pelo menos 1 hora para aumentar a vitamina D de forma natural, aliada à boa alimentação.

Consultar um nutricionista também é uma ótima opção, já que este profissional pode montar um cardápio especialmente pensado para cada necessidade do homem.

Aumentar a testosterona realizando exercícios físicos

Os exercícios físicos quando praticados de forma regular, com uso de pesos e na modalidade de musculação auxiliam de maneira significativa na produção de testosterona.

Para alcançar a tão desejada meta, opte por usar halteres, elásticos e barras por no mínimo 30 minutos diários, de forma intensa. Além de aumentar os níveis da testosterona, este tipo de exercício promove a queima de gordura e o aumento da massa magra.

É importante exercitar um grande número de músculos. Ou seja, não é recomendável focar em exercícios específicos para um músculo, mas naqueles que exigem o trabalho de grandes grupos de músculos.

Como as pernas compreendem o maior grupo de músculos existente no corpo humano, exercícios que concentram-se nessa área (como o agachamento) são especialmente recomendáveis para aumentar a testosterona.

Mas lembre-se de um princípio básico!

Evite os exercícios exagerados pois o excesso destes não prejudica só os músculos, mas o nível de testosterona também, já que promove a fadiga corporal e muscular.

Aumentar a testosterona dormindo de maneira satisfatória

Você deve estar pensando agora. Aumentar a testosterona dormindo? Funciona?

Funciona sim!

Uma noite de sono reparador (5 horas seguidas de sono ou mais), aumenta a testosterona de forma natural, pois diminui o hormônio do estresse (cortisol).

Em excesso no organismo do homem, o cortisol leva ao aumento de peso e consequentemente à diminuição da testosterona.

Apesar do tempo de sono necessário variar de pessoa para pessoa, procure atingir a marca de 8 horas diárias, que é o geral recomendado para uma vida saudável.

Além do sono, dedique pelo menos duas horas do seu dia para atividades prazerosas, que sejam seu hobby ou descanso: leitura, assistir um filme, passear com a família.

Aumentar a testosterona cuidando do peso

Obesidade e aumento de peso estão diretamente ligados à baixa do hormônio masculino.

Para evitar níveis de testosterona baixos, deve-se manter o peso corporal adequado, pois o sobrepeso aumenta os níveis de cortisol no organismo, que é o hormônio do estresse.

Procure manter seu índice de massa corporal dentro da normalidade, pois além de aumentar sua testosterona, sua saúde também agradece!

De igual maneira, mas não de forma tão acentuada, baixo peso também contribui para diminuição da testosterona.

Portanto, busque auxílio de um especialista em nutrição, para que seu IMC esteja em parâmetros saudáveis, nem elevado e tampouco extremamente baixo, pois isso garantirá equilíbrio corporal e testosterona em doses satisfatórias para um bom funcionamento do seu organismo.

Aumentar a testosterona usando suplementos

Quando o homem possui níveis muito baixos de testosterona, os especialistas podem receitar suplementação para corrigir esta deficiência.

Algumas pessoas usam suplementos que prometem milagres nos níveis de testosterona.

A verdade é, porém, que eles farão pouquíssimo efeito e ainda trarão o risco de prejudicar ainda mais a capacidade corporal de produção autônoma da testosterona.

Por isso, caso opte por aumentar a testosterona com uso de suplementos, sempre consulte um profissional da área de saúde (fisiologista, nutricionista, etc) e veja qual é o tipo de suplementação mais recomendada para você, de forma saudável, sem interferir negativamente na sua qualidade de vida, já que alguns suplementos ainda são de uso polêmico.

Alguns suplementos, somados a essas recomendações acima, te darão bons resultados pois fornecerão ao seu organismo mais resistência e capacidade de desenvolvimento muscular.

Dessa forma, para obter níveis adequados e sustentáveis do hormônio masculino em seu corpo, o ideal é aderir a hábitos saudáveis.

Se há como aumentar a testosterona naturalmente, evite arriscar o equilíbrio do sistema hormonal abusando de suplementações.

Aumentar a testosterona evitando cigarro e bebidas alcoólicas em excesso

O consumo de bebidas alcoólicas com moderação, especialmente o vinho podem auxiliar positivamente na produção da testosterona.

Em excesso, porém prejudica muitas funções corporais.

Beber em excesso reduz dramaticamente os níveis de testosterona,já que o álcool intensifica o processo de conversão da testosterona em estrogênio.

O cigarro, por sua vez é outro inimigo da testosterona.

As substâncias químicas nocivas à saúde que acompanham os cigarros provocam um desregulamento completo no sistema hormonal, o que prejudica a produção de testosterona.

Aumentar a testosterona reduzindo o consumo do Café

O café e a cafeína em geral, ocasiona um leve aumento nos níveis do hormônio do estresse, o cortisol. Quando este hormônio aumenta, a testosterona diminui.

Consumido de maneira normal, em doses moderadas, o efeito não é intenso.

Mas pessoas acostumadas a ingerir muita cafeína ao longo do dia pode sim sentir diferença e diminuição dos níveis de testosterona no organismo.

Aumentar a testosterona praticando muito sexo

Deixamos o melhor para o final!

Depressão, estresse e doenças neurológicas podem afetar negativamente os níveis de testosterona no corpo.

Praticar sexo regularmente, não só é prazeroso como também aumenta a produção natural de testosterona.

Funciona como uma via de mão dupla: aumentando a produção de testosterona, você será mais estimulado a praticar o sexo.

De quebra, você ainda exercita os músculos e trabalha o corpo.

Quer maneira de aumentar a testosterona melhor que essa?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu
×
×

Carrinho

Nosso WhatsApp