Como funciona a Terapia Sexual para Ejaculação Precoce

Como funciona a Terapia Sexual para Ejaculação Precoce

A ejaculação precoce acontece com homens que chegam ao orgasmo de maneira muito rápida durante a relação sexual, as vezes já nos primeiros segundos da penetração ou até antes, durante as preliminares.

É um problema bastante comum, atingindo um em cada três homens. A ejaculação precoce é um problema sexual que atinge cerca de 25% dos homens de diferentes faixas etárias em ao redor do planeta.

Os adolescentes em geral padecem desta disfunção sexual, pois é resultado da carga hormonal levada nesta faixa etária, deixando os rapazes mais suscetíveis à excitação sexual.

No caso de homens maduros o problema está intimamente ligado a fatores de cunho psicológico, tais como: ansiedade, depressão ou estresse.

Nestes casos, são indicados tratamentos psicológicos ou terapias, vamos conversar sobre isso hoje no nosso artigo!

Quais as causas e sintomas da ejaculação precoce?

A medicina ainda não conseguiu descobrir a causa desta disfunção sexual., mas acredita-se que a ansiedade, bem como outros fatores psicológicos e biológicos tenham influência nisto.

Dentre os fatores psicológicos destacam-se:

  • Uso de certos medicamentos
  • Disfunção erétil
  • Ansiedade
  • Problemas de relacionamento
  • Depressão

Já os fatores biológicos são:

  • Experiências traumáticas ou cirurgias.
  • Níveis de neurotransmissores acima do normal
  • Atividade anormal do sistema ejaculatório
  • Inflamação ou infecção na próstata ou na uretra
  • Fatores hereditários e/ou genéticos
  • Distúrbios da tireoide – Hipotireoidismo ou hipertireoidismo
  • Níveis hormonais acima do normal

 

Além destas causas, alguns fatores de risco também podem ocasionar este problema:

  • Estresse e ansiedade: problemas emocionais, instabilidades de humor, depressão e estresse crônico tendem a ocasionar limitação na capacidade de concentração e de relaxamento, levando o homem a ejacular mais rapidamente
  • Problemas de saúde: ex pacientes de câncer, ou mesmo homens com doenças cardíacas severas podem apresentar quadros deste problema
  • Disfunção erétil: problemas em manter uma ereção, ou mesmo em tê-la, seguidamente acarretam em ejacular antes do previsto.

O principal sintoma é a ejaculação ocorrer de maneira muito rápida, seja na penetração ou mesmo na masturbação, o que gera ansiedade e frustração ocasionando ainda mais episódios do problema.

Como saber se a ejaculação precoce é psicológica ou orgânica?

O Profissional médico ao receber o paciente em seu consultório primeiro fará uma anamnese que nada mais é do que uma entrevista sobre seu histórico a fim de identificar as causas do problema que podem ser dos seguintes fatores:

  • biológicos: como disfunção erétil, inflamações na próstata e uretra,
  • genéticos: baixo fluxo sanguíneo e problemas hormonais, ou
  • psicológicos e emocionais, como ansiedade e problemas no relacionamento

O homem precisará inicialmente fazer uma bateria de exames solicitados pelo urologista, e caso após todos os exames estejam dentro da normalidade, a causa pode estar relacionada a fatores psicológicos.

O estresse e a fadiga extrema são os fatores de maior influência nesses casos em que não há explicações viáveis através de exames médicos.

Nestes casos, o tratamento psicológico ou terapias alternativas, como  a terapia sexual individualizada ou de casal podem entrar em ação.

Há uma certa desconfiança dos homens quanto ao funcionamento destas terapias, mas o importante é buscar tratamento especializado, sem se sentir constrangido ou envergonhado. Quanto antes iniciar a terapia, mais cedo os resultados aparecerão.

Como buscar auxílio médico para a ejaculação precoce

Porém ainda é muito grande a resistência do público masculino em buscar ajuda para esta questão.

A maior queixa dos Homens que procuram os consultórios médicos com esta disfunção  é de sentirem-se estados por não conseguirem satisfazer plenamente a esposa ou companheira.  

Isso dificulta ainda mais o tratamento levando muitos homens a sofrerem por muitos anos até criar coragem  para procurar ajuda especializada.

Esta espera longa porém tende a piorar consideravelmente o tempo de desempenho pré-ejaculatório do homem, pois o  quadro é agravado à medida que a disfunção causa frustração, estresse e ansiedade aos homens.

A ejaculação precoce pode causar prejuízos a qualidade de vida e atividade sexual dos pacientes; em alguns casos o homem passa, até mesmo, a evitar relações íntimas.

Sem tratamento adequado, a ejaculação precoce pode ocasionar perda de autoestima e confiança aos homens, e até mesmo acabar com relacionamentos, por isso é extremamente importante buscar auxílio de especialistas e realizar tratamento para combater ou mesmo, minimizar o problema.

Estes tipos de disfunções são cuidados por um médico Urologista, que é especializado em problemas em Pênis, Testículos, Bolsa Escrotal, Próstata, ou seja tudo relacionado ao aparelho reprodutor masculino.

A ejaculação precoce possui tratamento, entretanto, é comum que o homem se sinta envergonhado e recorra a produtos e hormônios vendidos sem prescrição médica, que podem gerar diferentes complicações a sua saúde.

Como devo agir durante a consulta médica e a terapia sexual?

Quando se fala em ejaculação precoce deve-se ter em mente que o assunto é muito delicado, além de causar constrangimento ao paciente, impacta consideravelmente a qualidade de vida de quem passa pelo problema, já que as causas estão ligadas a fatores emocionais.

Primeiramente o homem deve estar aberto a sugestões e disposto a compartilhar do seu problema com o profissional escolhido.

Procure ser o mais sincero possível ao falar da sua rotina sexual.  Provavelmente o médico querer a saber detalhes desde o início da sua trajetória,  questionando até mesmo questões relacionadas a sua infância.

É preciso que você tenha a disposição em falar do problema de maneira a auxiliar o médico descobrir as causas que o levaram a desenvolver a ejaculação precoce.

É essencial que o paciente tenha uma relação  muito transparente e depositando sua confiança  no profissional, para que ele possa expressar todas as suas angústias em relação ao problema e poder ser tratado adequadamente.

Portanto, em sua primeira consulta com o urologista, não será necessário sentir medo ou vergonha de conversar abertamente sobre o assunto.

É somente dessa maneira que o médico terá todas as ferramentas necessárias para amenizar e até eliminar a condição.

Atualmente existem muitas clínicas especializadas tem problemas sexuais masculinos que dispõe de salas de espera privativas proporcionando aos homens maior discrição e possibilitando que eles procuram auxílio de uma maneira que não ocasione vergonha ou timidez.

Terapia sexual funciona?

Em muitos casos de impotência sexual, as causas são de ordem psicológica e pessoal e nestes casos o homem deve procurar auxílio com um psicólogo, psiquiatra ou terapeuta.

O mais importante é que o homem não tenha medo em se abrir e expor seus problemas. Há diversos tratamentos disponíveis para a impotência sexual e que se mostram bastante eficazes.

As terapias sexuais em geral acontecem concomitantemente ao tratamento medicamentoso, já que as terapias são um processo mais demorado para percepção dos resultados que ocorrem a médio e longo prazo.

Assim, as medicações conferem um resultado mais imediato e as terapias trabalham a autoestima masculina, porém, com um tempo mais extenso para percepção dos resultados.

Existem quatro tipos diferentes de terapia sexual::

Terapia sexual para homens solteiros:

Este tratamento tem foco em aumentar a autoconfiança do homem, dando a ele a coragem para se relacionar, pois muitos pacientes neste caso, possuem muita dificuldade para relacionamentos amorosos. Isso ocorre por acharem que as parceiras irão deixá-los caso o desempenho sexual seja insatisfatório.  


O trabalho psicológico em casos assim é feito para que o homem desenvolva coragem e não tema as mulheres, buscando as razões que o deixaram inseguro ou hostil com as mulheres e o sexo.

Muitas vezes isso é influência de relacionamentos anteriores ou traumas de infância. O tratamento irá auxiliar o homem em todas estas questões, descobrindo o foco do problema psicológico.

Terapia sexual para homens comprometidos:

É optado por este tipo de tratamento quando o homem apresenta sintomas de depressão e esta mostra-se interligada ao relacionamento amoroso, já que ele se sente frustrado e inseguro por não chegar ao clímax do prazer sexual (orgasmo) e tampouco satisfazer a parceira por não conseguir obter uma ereção, dificultando o contato sexual.

O terapeuta irá atentar-se para as razões que levaram o paciente a sofrer de ejaculação precoce, procurando indícios no seu histórico sexual passado.  

Como no item anterior a disfunção pode estar sim ligada a insegurança relacionada à figura feminina e/ traumas de criança.

Também é feito um resgate sobre o relacionamento atual desde o início das interações entre o casal, de maneira a descobrir se a impotência sexual já acontecia anteriormente ou foi consequência de entraves ou dificuldades no relacionamento atual.

Terapia sexual individual de casal:

Nesta terapia combinada, a esposa ou companheira  participa do tratamento. O casal deve estar num consenso e com motivação para buscar ajuda.

O terapeuta terá uma conversa aberta com o homem e a parceira e é necessário que ambos sejam muito sinceros, a fim de que se possa encontrar a causa da disfunção e os fatores que desencadeiam a condição.

Quando as causas forem descobertas o terapeuta precisará saber a rotina sexual para sugerir saídas para a questão.

Terapia sexual em grupos de casais:

Este tratamento é feito com vários casais dispostos em círculo, onde cada casal expõe o seu problema, de maneira que todos sintam-se amparados, sabendo que seu problema não é o único.

Auxilia de forma que o casal aumenta sua cumplicidade e o homem ganha autoconfiança ao perceber que outros homens padecem desta condição.

Tratamento psicoterápico para ejaculação precoce

Um método de terapia sexual que vem sendo bem aplicado na ejaculação precoce é a psicoterapia. Esta é uma forma de tratamento para se modificar as condições que trazem mal-estar a uma pessoa.

Aplicada à sexualidade, e no caso à ejaculação precoce, a psicoterapia tem como objetivo auxiliar o homem, a superar o problema da falta do controle sobre a ejaculação. A psicoterapia comportamental foca o problema, considerando o homem e o casal.

No consultório o terapeuta conversará, perguntará como fazem as atividades sexuais e proporá, a cada semana, alterações da interação do casal para que modifiquem o comportamento sexual a fim de que esse homem desenvolva o controle sobre a ejaculação.

Podem ser feitas sessões individuais com o homem ou com a mulher.

Entendendo plenamente o funcionamento da terapia sexual

Para ter bons resultados na terapia sexual, conversar com a parceira é o primeiro passo para o sucesso, no caso de homens casados.

Aceitar que algo está errado e buscar solução para o problema ajuda a fortalecer os laços de confiança entre o casal.

O papel da sua parceira é muito importante na terapia, tão importante quanto o seu. A participação dos dois facilita a evolução no tratamento, traz uma melhora no relacionamento e também a aproximação do casal.

Ao procurar a terapia sexual, o terapeuta irá buscar com o homem e sua parceira as estratégias para melhorar a ejaculação precoce.

O tratamento é basicamente focado na mudança dos hábitos sexuais, de modo a conhecer melhor o próprio corpo e o corpo da parceira, descobrindo as áreas onde os estímulos sexuais são mais prazerosos em cada um e dando mais atenção às preliminares do que a penetração em si.

Essas e outras técnicas são trabalhadas durante a terapia sexual, além de haver um aprofundamento sobre o histórico seu e da parceira.

Por isso é importante que o casal seja unido e uma consulta em conjunto pode ser de grande valia, desde que a parceira seja uma apoiadora.

Isso aumenta a intimidade e ajuda a diminuir a ansiedade e o nervosismo do homem, contribuindo para diminuição dos episódios de ejaculação precoce e consequentemente ampliando o tempo de controle ejaculatório.

O tempo de tratamento da terapia sexual é muito variado, já que se adapta às necessidades do homem, em seu tempo de melhora. O progresso depende do paciente e da sua predisposição às mudanças do comportamento sexual.

No caso da terapia sexual para casais, essas sessões compartilhadas têm o propósito de entender os aspectos emocionais envolvidos no relacionamento e no ato sexual em si.

Existem muitas formas de tratar a ejaculação precoce. A terapia sexual é apenas uma delas e pode ser eficaz em alguns casos. Mas lembre-se, que como envolve mudanças internas de comportamento, a terapia sozinha não opera milagres.

O tempo todo o paciente é orientado a aplicar o que lhe foi passado na terapia sexual com sua parceira ou mesmo com si próprio, assim a terapia sexual funcionará efetivamente se o homem estiver disposto e comprometido e que tenha uma parceira bacana que participe ativamente de todo o processo.

Gostou do artigo? Então temos mais uma dica valiosa para controlar a ejaculação precoce! Já experimentou o Vac Extensor? Não?

É um extensor peniano com mercado consolidado e uma ampla gama de clientes satisfeitos! Além de aumentar seu pênis de forma real e visível, de quebra você ainda auxilia a melhorar a ejaculação precoce!

Deixe uma resposta