Diferenças entre urologista, nefrologista e proctologista

Diferenças entre urologista, nefrologista e proctologista

Todos sabemos que existem profissionais bons e ruins nas mais diversas áreas. Mas quando se trata de saúde o assunto e ainda mais sério!

 

A pergunta é, quando depende da sua saúde, como decidir pelo melhor médico? Além de saber se o eleito ou eleita e competente ou não, também fica a dúvida entre as especialidades a serem escolhidas.

 

A medicina evoluiu muito nas últimas décadas, e cada vez mais os profissionais precisam se atualizar e surgiram muitas especialidades médicas que ainda são pouco conhecidas pela população em geral.

 

É muito comum entre nós homens, ter dúvidas se deve consultar um urologista, nefrologista ou proctologista. É muito comum os médicos destas especialidades receberem no consultório pacientes com queixas de doenças que não competem a eles.

 

A mídia também confunde muito o papel do urologista e do nefrologista no que se refere ao transplante renal.

 

Este artigo vai te ajudar a diferenciar o que é a competência de cada um deles! Vamos falar das diferenças entre essas especialidades, tanto na formação desses profissionais, quanto no campo de atuação dos mesmos.

Antes de mais nada, o que é um bom médico?

Vamos primeiro conversar sobre o que representa um bom médico.Bom médico é aquele com boa formação, estudioso e dedicado. Além disso, ele precisa apresentar bons resultados!

 

Só que nós da população comum, que não somos da área médica não temos esses dados, e os dados que existem não estão facilmente disponíveis, então utilizamos outras maneiras para determinar se o doutor que escolhemos é ou não um bom médico.

 

Analisar a boa formação acadêmica dele também  é um bom indicador da origem do médico.Mas cabe lembrar que não se  pode estabelecer se um médico é bom ou ruim só pela faculdade ou residência que ele fez.

 

Porém, se o médico não fez residência, ou não tem o título reconhecido, aí sim, ele perde muitos pontos. Para saber a formação e titulação do seu médico entre no site do Conselho Regional de Medicina do seu estado e coloque o nome do médico para ver se tem titulação reconhecida pela sociedade.

 

Isso é muito importante pois atesta que o médico  preencheu todos os critérios para ser considerado apto na área.

 

Para saber se ele é estudioso, você pode consultar o site do Lattes e verificar o currículo dele ou dela.

 

Lá você pode ver se participa de congressos, apresenta palestras, escreve artigos científicos, publica capítulos de livros e se atualiza-se constantemente na área médica .

 

Para saber se é um médico dedicado a seus pacientes já e um pouco mais difícil responder, mas acredito que determinar o foco seja a solução. O médico atua em uma só doença, em uma só especialidade?

 

Pois aqueles que se dedicam a muitas áreas distintas não conseguem focar de forma a se dedicar realmente. O ideal é que ele seja especialista em no máximo 3 áreas, pois quem faz muitas coisas acaba não ficando realmente bom e m nenhuma delas.

 

Agora que demos todas as diretrizes para escolher bem o seu médico vamos te explicar direitinho todas as particularidades que diferenciam urologista, nefrologista e proctologista.

Quem é o urologista e o que ele trata:

urologista

 

Urologista é o especialista que trata as doenças do aparelho urinário masculino e feminino, assim como as doenças do aparelho reprodutor masculino.

Para se tornar um Urologista é necessário que o futuro médico passe pela residência de Cirurgia Geral e posteriormente pela residência de Urologia, ou seja, ele é um cirurgião urológico.

 

Urologista é o cirurgião do aparelho urinário e também do aparelho reprodutor masculino, mas também trata de doenças clínicas.

 

O médico Urologista trabalha com doenças do Sistema Urinário que afetem estes órgãos :

  • rins
  • ureter
  • bexiga
  • uretra

E do Sistema Reprodutor Masculino e suas afecções a essas partes:

  • testículos
  • vesículas seminais
  • canal deferente
  • próstata
  • pênis
  • bolsa escrotal
  • epidídimos

 

Algumas dessas afecções  incluem problemas sexuais do homem tais como:

  • ejaculação precoce ou retardatária
  • impotência sexual
  • fimose
  • freio balanoprepucial curto
  • problema na curva do pênis
  • dores no testículo
  • candidíase peniana
  • sangue no esperma
  • dificuldade para urinar
  • entre outros.

 

Para que você compreenda bem, no que se refere ao aparelho reprodutor, o urologista é para o homem o que o ginecologista é para a mulher.

 

Além disso, o urologista cuida de outras doenças que ocorrem tanto em homens quanto em mulheres. Veja quais são:

  • incontinência urinária
  • obstrução de fluxo
  • cistites
  • cálculo renal
  • cólica
  • câncer na bexiga
  • bexiga hiperativa
  • infecções urinárias
  • cânceres de rins
  • problemas nas vias urinárias

 

Assim, as doenças que acometem os rins e precisam de tratamento cirúrgico serão atendidas por esse especialista.

Quando o homem deve procurar o urologista?

É comum associar o urologista ao médico que trata apenas da saúde reprodutiva masculina assim como o ginecologista trata das mulheres.

 

Por isso, para os homens, a recomendação é que seja feita ao menos uma visita por ano ao urologista exatamente como as consultas femininas de rotina ao ginecologista.

 

Essa é uma recomendação geral,  independentemente da faixa etária, para prevenir doenças urológicas. Mas homens com histórico familiar de doenças urológicas devem seguir a risca essa regra.

 

Nas consultas ao urologista entre os 15 e os 35 anos, as maiores preocupações com a saúde dos homens devem ser as doenças sexualmente transmissíveis e o câncer de testículos.

 

Já a partir dos 40 anos, a atenção especial é para a prevenção contra o câncer de próstata.

Quem é o nefrologista e o que ele trata:

nefrologista

O nefrologista é o médico clínico dos rins. Ao se formar em medicina ele necessita de residência em Clínica Médica e posteriormente  da residência em Nefrologia.

 

Este profissional atende aquelas condições em que a doença renal não tem indicação cirúrgica, mas precisa de um acompanhamento clínico especializado e tratamento medicamentoso.

 

Como ele trata de condições clínicas nas quais não há necessidade de tratamento cirúrgico, sendo o especialista responsável pelas clínicas de hemodiálise, trabalhando em conjunto com o urologista nos casos de transplante renal.

 

Nestes casos o urologista faz o procedimento cirúrgico e o nefrologista, o acompanhamento clínico desses pacientes no período pós-cirúrgico.

 

O nefrologista é o médico que cuida especificamente de doenças clínicas dos rins, ele realiza o diagnóstico e tratamento de infecções urinárias, nefrites, doença renal crônica, doença renal cística.

Quando devo consultar um nefrologista?

O nefrologista é o médico que cuida especificamente das doenças ligadas aos rins, como a insuficiência renal, desde que esta que tenha como causas associadas:

  • diabetes
  • hipertensão arterial
  • doenças císticas
  • outros males que comprometem o funcionamento dos rins
  • cálculos renais recorrentes e que não precisam de cirugía
  • infecção urinária de repetição.

 

Portanto, se tiver alguns dos sintomas abaixo você deve procurar o nefrologista:

  • alteração no volume da urina
  • edemas e inchaços
  • urina com espuma avermelhada
  • mais de três episódios sequenciais de infecção urinária
  • alterações nas taxas de creatinina e minerais no sangue
  • episódios de cálculo renal recorrente

 

O nefrologista também é o profissional responsável pelo acompanhamento clínico de pacientes que passaram por transplante renal e precisam de tratamento não cirúrgico para câncer nos rins.

Quem é o proctologista e o que ele trata:

proctologista

Já o médico proctologista também é um cirurgião, mas ele cuida somente de doenças do aparelho digestivo, cólon, reto e ânus. Trata doenças como:

  • hemorroidas
  • doença de Crohn
  • fístulas anais
  • Síndrome do Intestino Irritável
  • cistos
  • constipação do intestino
  • sangramentos intestinais
  • sangramentos anais
  • tumores e câncer de intestino
  • tumores do cólon e do reto
  • abscessos
  • fissuras
  • incontinência fecal
  • pólipos
  • colite
  • divertículos do Cólon
  • retenção
  • patologias dos orifícios
  • entre outras várias doenças inflamatórias do intestino grosso.

 

Para se tornar um médico nesta área ele faz inicialmente a residência em Cirurgia Geral e posteriormente em Proctologia.

 

Ele também é conhecido como o especialista em coloproctologia. O Proctologista faz cirurgias e tratamentos com remédios , exames clínicos e exames profundos utilizando aparelhos anuscopios e retosigmoidoscopios.

 

Outro trabalho do Proctologista é um exame chamado videocolonoscopia, que visualiza o aparelho excretor do paciente através de um monitor de TV transmitindo imagens do intestino grosso e delgado.

 

Pelo fato de o urologista fazer o tão temido exame do toque retal, muitas vezes é comum os homens confundirem as competências médicas, achando que doenças no aparelho excretor são tarefa do urologista.

 

Na realidade, o urologista faz o toque retal unicamente para avaliar a próstata, sua consistência e tamanho, entre outros sinais que podem indicar afecções neste órgão.

 

Como você pode ver, as competências do Urologista e do Proctologista são bem distintas!

 

O urologista e o nefrologista podem trabalhar em conjunto?

Assim como você viu que urologista e proctologista tem atribuições muito diferentes, o urologista e o nefrologista, por sua vez, tratam de algumas similaridades.

 

Então  é muito comum que o urologista e o nefrologista trabalhem em conjunto para garantir o bem-estar do paciente e um atendimento mais integrativo e eficaz.

 

Um bom exemplo dessa parceria ocorre em pacientes que apresentam pedras nos rins, o famoso cálculo renal.

 

Quando as pedras são relativamente grandes, a ponto de não poderem ser expelidas naturalmente pelo organismo e que por vezes chegam a bloquear o canal da uretra, elas precisam ser retiradas cirurgicamente, e esse trabalho é feito pelo urologista.

 

No entanto, a cirurgia não é a melhor indicação quando o quadro se repete várias vezes. Nesses casos, o paciente também deve ser acompanhado pelo nefrologista com o objetivo de identificar se há outras causas para o surgimento dos cálculos renais frequentes.

 

Além disso, é comum que os dois especialistas façam o encaminhamento do paciente para o colega da outra especialidade quando o caso assim o exigir.

 

Depois destas explicações ficou bem mais fácil distinguir qual médico faz o que não é mesmo?

 

Agora que você está super informado sobre essas especialidades, que tal experimentar nosso extensor peniano que é super confortável, confiável e o melhor de tudo, eficaz! E para garantir sua eficácia ele é recomendado por urologistas.

 

O VacExtensor vai melhorar sua autoestima e seu desempenho, saiba mais as razões de aumentar o seu pênis, aqui.+

Deixe uma resposta