0
O que é Bioplastia Peniana

O que é Bioplastia Peniana

A técnica de bioplastia peniana ou engrossamento do pênis é uma nova técnica na qual o paciente pode obter um aumento do membro, em cerca de 2 cm por sessão. Este procedimento é totalmente ambulatorial e não são afetadas veias, artérias e estruturas importantes do pênis como a uretra, entre outras estruturas.

Depois da bioplastia peniana, o pênis irá manter suas funções de ereção e ejaculação, como também mantém a sua sensibilidade. Após o procedimento é preciso seguir algumas orientações e cuidados médicos para o resultado ser o ideal e durável.

A cirurgia estética em Urologia evoluiu exponencialmente nos últimos anos. Tanto o aumento do volume e o comprimento do pênis é possível atualmente. Os procedimentos são seguros e eficazes. Discutiremos a seguir, para esclarecer os leitores, sobre o uso da matriz dérmica acelular em cirurgia de aumento peniano.

Bioplastia é o uso de biomateriais compatíveis com o corpo humano, de modo a modificar o contorno do corpo esteticamente. Estas substâncias não são tóxicas e não causam problemas de rejeição, sendo que o resultado estético é imediato.  A bioplastia peniana tem sido utilizada em cirurgia da face, das gengivas, da mama e cirurgia urológica.

Anteriormente a cirurgia peniana era usada para fins cosméticos com o uso de várias substâncias, tais como géis e enxertos de vários tipos. Os resultados estéticos da maioria dos materiais usados anteriormente não foram inteiramente satisfatórios, apresentando problemas de reabsorção (mais de 70% nos casos de gordura), nódulos, estrias, fibrose, chamados nódulos dorsais.

Atualmente é usada a Matriz Dérmica Acelular (MDA) para a realização de um aumento peniano cirúrgico, conhecida como bioplastia peniana.

O que é MDA?

O MDA (Matriz Dérmica Acelular) é uma substância que é obtida após a remoção das células da pele humana (epiderme e derme). O tecido resultante da matriz extracelular (substância que liga as células), tem uma camada sensível composta por colágeno, elastina, proteínas, ácido hialurônico, proteoglicanos, fibronectina e canais vasculares. Uma vez que o tecido é colocado no corpo, serve como molde para a “repopulação” celular e revascularizado, em outras palavras.

O MDA é um preenchimento por células do próprio paciente, criando um novo e incorporando ao tecido do corpo. O MDA é regulamentado pela Associação Americana de Bancos de Tecidos, agência que regula a qualidade do produto.

Antes os tecidos são submetidos a testes para doenças como hepatite, HIV, sífilis e várias infecções bacterianas, avaliados microscopicamente.

Que vantagens tem a bioplastia peniana?

Sem rejeição: É um enxerto que funciona como um tecido autógeno, minimizando as chances de rejeição.

Sem migração: O enxerto é integrado no tecido circundante do pênis, sendo fixado permanentemente.

Flexibilidade: O enxerto pode ser dobrado ou enrolado e é facilmente manipulável.

Utilizada clinicamente desde 1992, a bioplastia peniana tem sido um método confiável e tendo um uso eficaz numa variedade de procedimentos cirúrgicos, incluindo procedimentos para queimaduras, reconstrução do septo nasal, aumento do lábio, reconstrução da parede abdominal, a reconstrução e aumento da mama e a cirurgia de aumento do pênis.

Compre nosso extensor peniano

Gostou desse artigo? Deixe seu comentário.

3

Deixe o seu Comentário