A Estética do Pênis

A Estética do Pênis

Vamos explicar de uma vez por todas a estética do pênis…O pênis, desde as épocas mais remotas, sempre esteve relacionado no imaginário masculino com força, poder e capacidade reprodutiva.

Praticamente todas as culturas primitivas apresentaram uma veneração especial ao tamanho ao aspecto do falo. Essas culturas tribais ancestrais, em todos os continentes, desenvolveram técnicas para o aumento do pênis, a partir da observação de costumes milenares. Indígenas peruanos, por exemplo, que chegavam a ter membros com mais de 30cm pela aplicação de tração por pedras e cerâmica em seus pênis.

Mesmo sem nenhum conhecimento de expansão tecidual sabiam que, pelo uso de tração, o membro masculino, assim como várias outras partes do corpo, também era passível de aumento.

Além, destas questões simbólicas, relacionadas principalmente com a dimensão do pênis, outros aspectos também são diretamente ligados à valorização da estrutura da genitália masculina.

A importância da valorização dos aspectos estéticos principalmente da face, e do corpo numa segunda instância, é de primeira prioridade, por serem o nosso “cartão de visita” social. A importância da valorização dos aspectos estéticos do pênis e região genital se deve por ser o nosso “cartão de visitas” sexual.

Os constrangimentos decorrentes de uma série de alterações da estética peniana e genital podem ser enormes gerando verdadeiros tormentos existenciais, muitas vezes maiores do que qualquer outra insatisfação estética.

De suma relevância e de uma incidência bem maior do que se pensa é a questão do envelhecimento precoce do pênis. Usualmente, observamos que os sinais de envelhecimento se manifestam mais no rosto e nas mãos.

Não nos conscientizamos de que o pênis é o órgão que primeiro sofre com os efeitos do estresse.

Há alguns anos estes assuntos eram tabu. Falar sobre o próprio pênis nas rodas de amigos servia apenas para contar vantagem. Hoje, mais do que nunca, o conhecimento sobre o próprio corpo é absolutamente necessário como forma de prevenir doenças.

O importante para o paciente previdente é ser informado completamente de todas as patologias presentes na genitália masculina, o que fazer como prevenção, e as perspectivas e riscos que são comuns a qualquer procedimento estético, cirúrgico ou não.

Veja isso também:  Será que o pênis diminui nos mais velhos

É fundamental que o paciente procure um profissional com larga experiência no assunto, competente, reconhecidamente idôneo, e que, principalmente, tenha condições de dar a real dimensão do processo e suas limitações, evitando as falsas expectativas.

Até mesmo, homens com pênis de tamanhos médios e grandes estão interessados no benefício que estas técnicas podem lhes dar. A natureza do homem do terceiro milênio exige que ele esteja bem consigo mesmo.

Milhares de homens estão procurando uma solução para alterar esta herança genética, gerando como conseqüência um enorme acervo de conhecimento e experiência, fazendo com que o grande beneficiado seja o paciente.

Comprova esta assertiva sobre a importância do tamanho e do aspecto do membro, para a integração da auto-estima masculina, o fato destes procedimentos já serem bastante comuns em centros de Medicina Estética entre os homens nos Estados Unidos e na Europa, ocupando o sexto lugar em incidência de procura no ranking estético, através da bioplastia para aumento da circunferência e cirurgia e extensor peniano para o aumento peniano.

Uma gama muito variada de insatisfação com a estética genital causam desconforto à auto-estima masculina.

Desde o tamanho do pênis, que seguramente é a questão mais valorizada, passando pelo formato do membro, da bolsa escrotal, alterações relacionadas com a pigmentação da região genital e até pelos púbicos podem afetar e constranger muitos homens.

A seguir vamos enumerar as alterações que geram desconforto aos homens mais comuns em relação à Estética Genital:

1. Tamanho do pênis: Comprimento e/ou espessura
2. Formato do pênis
3. Prepúcio exuberante (excesso de pele)
4. Curvaturas (Doença de Peyronie ou Curvaturas Congênitas)
5. Hipercromias, acromias, nevos, cicatrizes e sinais.
6. Freio curto
7. Flacidez da bolsa escrotal
8. Implantação alta da bolsa escrotal (Escrotalização da haste peniana)
9. Cistos da bolsa escrotal
10. Hidrocele
11. Varicosidades(Varicocele)
12. Agenesia ou hipotrofia testicular
13. Tamanho da bolsa escrotal
14. Recuperação de prepúcio(Pacientes circuncidados)
15. Fimose e parafimose
16. Deposição excessiva de panículo adiposo subrapúbico
17. Envelhecimento precoce da pele do pênis

Veja isso também:  Designer cria cueca que aumenta volume do pênis

Como vimos, as questões estéticas genitais masculinas são da mais variada ordem, muitas delas similares a quaisquer outras demandas estéticas de outras regiões do corpo.

Seria impossível querer abordar todos os temas estéticos genitais pela sua amplitude num simples texto informativo.

Procure um especialista em Estética Genital. Cuide-se! Pois estética é cuidar de si, é melhorar a auto-estima, é também uma questão de saúde.

Fonte: dr jorge medicina sexual

Avalie este Artigo

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Fechar Menu
×

Carrinho

Nosso WhatsApp