Sadomasoquismo: a dor que causa prazer

Sadomasoquismo: a dor que causa prazer

Depois do lançamento do filme 50 Tons de Cinza esse assunto veio à tona. Nesse longa metragem os protagonistas realizam cenas de sadomasoquismo, uma prática que ainda causa muita polêmica na sociedade. Geralmente, casais que buscam apimentar a relação para sair da rotina aderem a práticas sexuais não convencionais. O sadomasoquismo agrada muitos porque causa dor e prazer ao mesmo tempo.

O sadomasoquismo pode ser uma alternativa interessante para esquentar a relação, pois traz momentos diferentes de excitação que podem ser muito estimulantes para o casal. Porém, apesar de ser uma prática erótica, muitas vezes até divertida, é preciso ter alguns cuidados para não ultrapassar limites e assim não ocorrer problema desagradáveis. No sadomasoquismo, um dos parceiros é o dominador e o outro é o dominado.

O que marca essa fantasia sexual é a posição daquele que aceita tudo que o dominador impõe, sem reclamar. Assim, um se torna escravo do outro para que a brincadeira flua durante a intimidade. Quem está na posição de submissão deve deixar o parceiro ditar o ritmo do sexo e dar as ordens, algumas que podem causar dor física. Por isso, o casal deve estar de acordo do que pode e não pode acontecer nas sessões de sadomasoquismo.

Veja algumas dicas para tornar o sexo sadomasoquista mais prazeroso:

Seja criativo no sexo

sexo-em-pe-casal-cozinha Sadomasoquismo: a dor que causa prazer

Para a relação se tornar excitante e divertida é possível usar diversos artifícios. Em sexy shops há muitos objetos que ajudam a tornar a brincadeira mais prazerosa. Em casa, o casal também pode encontrar objetos, como cordas e vendas para os olhos e assim apimentar o sexo. A criatividade não pode faltar nessa hora para tornar essa prática ainda mais excitante. Alguns objetos que podem ser usados são: espátula de cozinha para usar de chicote, lenço para vendar os olhos, velas acesas para pingar no corpo, etc.

Conversem antes sobre os limites

Como o sadomasoquismo mistura o prazer e a dor, pode acontecer do dominante perder o controle e se exceder no trato do submisso e assim desagradar e acabar com o clima do sexo. Por isso, é fundamental estabelecer certos limites para essa prática antes de começar a realizá-la. O casal deve conversar sobre o que considera excitante e até aonde podem ir. Cada um expondo suas preferências e opiniões é possível chegar a um consenso para realizar a prática sadomasoquismo de forma agradável para ambos.

Veja isso também:  3 Razões Para As Mulheres Odiarem Fazer Boquete!

Transmita segurança

É importante passar segurança ao seu par. Esse jogo brinca com os limites das pessoas, por isso em algum momento pode irritar se não estiver sendo feito de forma agradável. Quando o submisso disser ”Não” ou “Para”, pode fazer parte ou não do jogo. Por isso, é importante definir uma palavra ou movimento que faça o outro parar com a brincadeira. Uma palavra de segurança vai garantir que o submisso não se submeta a momentos de dor que não deseja.

banner-vac-blog Sadomasoquismo: a dor que causa prazer
Conheça o Vac Extensor

Você já realizou ou pretende realizar alguma prática sadomasoquista? Deixe seu comentário.

4.8 (95%) 8 votos

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Fechar Menu
×

Carrinho

Nosso WhatsApp